Politica de Segurança Parte 5

POLÍTICAS DE SEGURANÇA – Parte 5

Conclusão

Uma política de segurança com toda a certeza não vai acabar com todos os problemas de segurança, mas de certa forma ela ameniza e ao mesmo tempo organiza toda e qualquer instituição.

Verifica-se que existem tipos de política de segurança, algumas são de natureza regulatórias, que apenas tem como objetivo tornar uma medida anterior mais atualizado ou até mesmo com o intuito de corrigir. Também existe a medida consultiva que tem como principal objetivo a conscientização do pessoal envolvido com a instituição, tornando assim as outras medidas mais fáceis de serem implementados, pois haverá maior aceitação. Por último a informativa, que seria um complemento á consultiva, dando as orientações de como implementar as políticas de segurança e ao mesmo tempo alertando sobre as penalidades do não cumprimento delas.

Fora mostrado que toda política de segurança deve ter um propósito, ou seja, antes de tudo devemos salientar a importância da mesma, e qual o objetivo que terá com a implementação dela. Deverá ser colocado as estratégias da instituição em relação aos negócios e verificar o impacto que a política terá sobre toda a estrutura da instituição.

As pessoas envolvidas no processo de implantação e implementação das políticas se segurança foram mostradas, dando ênfase ao pessoal da diretoria e ao gerente de TI. Também foram abordados outros setores, como o do setor jurídico. Para se ter maior aceitação das políticas, de fato todos os setores devem ser consultados e terem suas idéias ouvidas, ocorrendo desta maneira uma processo mais fácil.

Notou-se que as características de uma política são divididas em três pontos: Procedimentos e métodos apropriados, Medidas corretivas e Responsabilidades. É claro que pode-se dividir em mais partes, mas esses são três pontos importantes a serem levantados. Pois toda política deve tê-los para que se possa atingir o objetivo necessário.

Também os componentes de uma política foram demonstrados, todos eles são importantes e deverão ser aprovados pelos setores que os julgarem, dando maior aceitação por todos e tornando o mesmo mais flexível ao ambiente interno.

Por último visou-se um pouco do conteúdo de uma política, partindo da premissa de que esta deve proteger e definir as responsabilidades para que se possa de fato proteger toda e qualquer informação da instituição.

No próximo post será implementado um pequeno modelo de política segurança dando foco á engenharia social.

Explore posts in the same categories: Politica de Segurança

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: