Segurança da Informação Parte 2

GESTÃO DA SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO –  Parte 2

Conceitos Básicos da Segurança

            Existem muitas vulnerabilidades em um ambiente corporativo e  muitas delas são desconhecidas e até mesmo despercebidas. Tal fato ocorre na maioria das organizações. No entanto para se gerir segurança da informação deve-se levar em conta todo o processo de manipulação da informação, desde o computador, os documentos, impressora, até ser chegado ao usuário. Para administrar  tudo isso que a gestão de segurança existe.

            De acordo com PEIXOTO (2006) a segurança da informação pode ser classificada em quatro partes. 

Secreta

            As informações que possuem esta definição só podem ser acessadas por um número restrito de pessoas. Normalmente no caso de uma instituição, o Presidente e ou diretor financeiro. São definidas dessa forma para que possa ser preservada a integridade total das informações, visto que essas informações são essenciais para a instituição.

            O acesso a essas informações normalmente se dá por meio seguro e interno, mas também pode ser acessado de forma externa em um ambiente seguro de conexão.

            O uso dessas informações por pessoas não autorizadas, e principalmente a extração delas, pode acarretar em danos irreversíveis a organização. Podendo ela vir á falência. Por esse motivo é importante manter o mais seguro possível essas informações.

Confidencial

            Nesta classificação, estão as informações que pertencem á instituição e que não podem ser utilizados por pessoas de fora. Os funcionários só terão acesso onde necessitam para executar suas tarefas. O acesso a essas informações por pessoas não autorizadas podem acarretar dados a organização de natureza média. Não tão nocivos quanto as informações confidenciais. Um exemplo seria danos financeiros por perda de mercado para um concorrente que obteve informações de valores de lançamento antes que o mesmo fosse informado em público.

Interna

            São classificados neste ponto as informações pertencentes a instituição que não podem vir a público, mas caso venham a público, não ocorrerá danos nocivos. Desta forma o ponto que mais pode afetar a organização seria o fator moral. Sendo este um agravante futuro, pois negócios podem ser perdidos pela falta de confiança que o cliente possui diante dos “vazamentos” de informações sofridos pela organização. 

Publicas

            São informações que o público em geral possui acesso. Por exemplo: clientes, fornecedores, imprensa. Toda e qualquer pessoa terá acesso a elas. Normalmente neste ponto são dadas as informações a respeito de produtos e serviços oferecidos pela instituição. Essas informações podem ser oferecidas em um Web Site da instituição.

Explore posts in the same categories: Segurança

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: